Homenagem ao Professor Miguel Pereira

Professor Miguel Pereira

Doutor e Mestre em Artes-Cinema pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. Bacharel em Ciências Sociais pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. Licenciado em Ciências Sociais pela Faculdade de Educação da UFRJ. Graduado em Filosofia pelo Curso Superior de Filosofia do Seminário Arquidiocesa no de São José do Rio de Janeiro. É professor da Graduação do Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio desde 1975 e da Pós Graduação desde 2003. Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUC-Rio, de agosto de 2005 a março de 2015. Exerceu a Coordenação Geral do Projeto Comunicar da Vice-Reitoria Comunitária da PUC-Rio entre 2010 e março de 2015. Foi crítico de cinema de O Globo de 1966 a 1983, e repórter da revista Manchete e do semanário Domingo Ilustrado, onde também exerceu a crítica de cinema, de 1971 a 1973.

Dentre as atividades promovidas pelo FBCU, está a de prestar uma homenagem apessoas que tenham se dedicado ao ensino de cinema no Brasil. Com esse intuito, já tivemos a honra de contarmos, em nosso festival, com a participação de nomes como: Prof. João Luiz Vieira, Ricardo Miranda, Ismail Xavier, entre outros, cujas presenças etrocas de informações com os estudantes e realizadores marcaram indelevelmente edições passadas deste evento.

Neste ano, renovamos nossa alegria em realizar essa homenagem pela honra de elater sido aceita pelo Profº e Crítico Cinematográfico Miguel Pereira. Tendo se formado em Comunicação Social na lendária ECA-USP, além de formação em Ciências Sociais e Filosofia, dá aulas no Curso de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro - já há alguns anos com habilitação em cinema - desde 1975! Portanto, há mais de 40 anos!!! Mas sua vocação formadora não se limitou às salas de aula: Miguel Pereira foi um dos críticos mais atuantes do 2º caderno de O Globo, onde seus textos sobre os filmes em cartaz, em espaços mais generosos do que as atuais editorias jornalísticas hoje permitem, contribuiu para o gosto e formação cinéfila de inúmeros leitores daquele jornal durante anos. O próprio FBCU já contou com a participação do Profº Miguel como jurado debatedor de nossa Mostra Competitiva de Curtas, onde suas observações sobre os curtas muito contribuiu para as trocas pós-exibição com os realizadores. Nesta edição, além dessa homenagem que lhe será prestada na Abertura do Festival no Cine Arte UFF em Niterói, dia 04/09, às 20h, vamos aproveitar a experiência e ossaberes do Profº com a sua participação na mesa Formação em Audiovisual, a ocorrer terça, dia 05/09, às 14h na Escola de Cinema Darcy Ribeiro no Rio de Janeiro. Parabéns, Professor Miguel!

Equipe 20º FBCU

Miguel Pereira, Mestre de todos nós

Miguel Pereira olha o Cinema de um modo generoso. Uma janela aberta ao mundo onde estão as pessoas, suas alegrias e dramas; no mundo há injustiça, mas há esperança de justiça; no mundo há descrença, mas Miguel é um homem de Fé. Quando pensou em um nome para um curso que concebera, a ser dado para os moradores de favelas e periferias do Rio de Janeiro, Miguel o batizou de Cinema, Criação e Pensamento. Esse título luminoso é esclarecedor da relação de Miguel com o Cinema. Criação e pensamento exigem que assumamos responsabilidades no mundo. O Cinema é isso. Sempre entre os outros, é aquilo que está em relação, em movimento, a possibilidadede nos livrarmos das armadilhas da melancolia e do ceticismo. Miguel Pereira é um humanista cristão. Desde os tempos do Seminário Arquidiocesano do Rio de Janeiro, de onde escapuliapara ir ao cinema, ele nunca deixou de ir ao Cinema, nem o Cinemade ir a ele.  A síntese desse movimento é a Educação. Para ele, Cinema é educação no mais profundo sentido da palavra. As imagens representificam, tornam presente, mais uma vez, o mundo que parece nos escapar errante e sem sentido, mas que o cinema pode nos trazer de volta e ressignificado. O olhar generoso de Miguel sempre busca nos filmes que assiste algo de bom a partir do qual o seu pensamento possa voar. Seja no mais singelo e tosco filme, ou na obra-prima, ele sempre procura descobrir o ser humano, seus anseios e inquietudes, e essa busca e descoberta alimentam o seu pensamento que se desdobra e chega até seus alunos. A crença no Cinema como um processo educativo é uma das marcas de sua vida. Esse vínculo indissolúvel o levou das redações de jornais e revistas onde exercia a crítica cinematográfica até à PUC onde, desde 1975, se dedica a criar e a pensar os caminhos do encontro. É extensa sua participação em júris defestivais, comissões de seleção, congressos e simpósios, bancas de avaliações de projetos, publicações e premiações diversas e, mais ainda, nas salas de aula. Miguel continua frequentando as salas de cinema. Vai como espectador apaixonado, cinéfilo, crítico, pesquisador, professor. Vai como um estudante esperando que daquelas imagens algo se revele e o surpreenda. Quando fala de um filme, qualquer que seja ele, até mesmo daqueles dos quais não gostou, seus olhos brilham. Mestre de várias gerações, seu amor à vida,a o Cinema e à PUC, é uma lição que nós dá diariamente. Em um tempo que convive com a sombra dos fundamentalismos e da intolerância, é um privilégio sermos contemporâneos de alguém que dedica sua vida a compartilhar, através do Cinema, acrença em valores que fazem do magistério um serviço e cuidado com o outro, e a confiança em que podemos, nós e o mundo, sermos melhores. Essa é a sua trajetória e homenageá-lo é também aos valores que ele compartilha conosco. A Miguel Pereira, mestre de todos nós, nossa gratidão.

Ney Costa Santos

Coordenador do Curso de Cinema do Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio.

 

O Prof Miguel Pereira será homenageado na Abertura do Festival, dia 4/9, às 20hs, no Cine Arte UFF, e também participará da mesa Formação em Audiovisual na Escola Darcy Ribeiro, dia 5/9, às 14hs.

PATROCÍNIO

PATROCÍNIO
PATROCÍNIO
PATROCÍNIO

APOIO

APOIO
APOIO
APOIO

REALIZAÇÃO

REALIZAÇÃO
REALIZAÇÃO
REALIZAÇÃO
REALIZAÇÃO
 
 
REALIZAÇÃO

PARCEIROS

PARCEIROS
PARCEIROS
PARCEIROS
PARCEIROS
PARCEIROS
 
 
PARCEIROS
PARCEIROS
PARCEIROS
PARCEIROS
PARCEIROS